Nova tecnologia é alternativa para quem procura procedimentos não cirúrgicos.

Cada vez mais populares, os tratamentos estéticos minimamente invasivos costumam ser a primeira escolha da maioria, pois garantem efeito imediato e período de recuperação mínimo. A toxina botulínica e o ácido hialurônico abriram as portas para outros procedimentos, sendo a volta dos fios de sustentação o principal deles.

Os fios de sustentação existem há anos e sua principal função, inicialmente, era promover o efeito de lifting, ou seja, levantar o rosto, garantindo um aspecto jovial instantâneo. Antigamente os fios eram feitos de materiais não-absorvíveis e os procedimentos, muitas vezes, apresentavam complicações. Hoje a história é totalmente diferente.

Segundo Dr. Emerson Siqueira, dermatologista especializado em harmonização facial, a chegada de novas técnicas para o uso dos fios promete popularizar ainda mais o procedimento. “Chegaram recentemente ao Brasil os fios de sustentação Mint Lift Easy e Mint Lift Fine. Eles são feitos de material totalmente absorvível e biocompatível, que reposicionam a pele e tecidos profundos do rosto e pescoço, proporcionando um efeito de tração e sustentação dessas estruturas como nenhum outro no mercado”, diz.

Indicações e vantagens

O objetivo principal do Mint Lift é tratar a flacidez facial e do pescoço, eliminando a temível papada e atenuando o famoso bigode chinês. Com ele também é possível levantar sobrancelhas caídas, acabando com aquele aspecto de cansaço. “O fio não promove apenas o efeito de lifting. Graças ao design moderno em sua estrutura, enquanto é absorvido pelo organismo, o mesmo segue estimulando a produção de colágeno, garantindo que o resultado do procedimento seja visível mesmo após 12 meses”, ressalta Dr. Emerson.

Por ser um procedimento minimamente invasivo, os fios de sustentação são uma excelente opção para que não quer, ou mesmo não pode, se submeter a um procedimento cirúrgico, que requer um período de recuperação prolongado. “A aplicação dos fios é rápida, levando de 30 a 60 minutos, dependendo da técnica utilizada e necessidade do paciente. O mesmo pode voltar para suas atividades normais no mesmo dia, é muito rápido e seguro”. A indicação do fio que deve ser utilizado, Easy ou Fine, vai depender do efeito desejado e área de aplicação. “Quem tem interesse na aplicação dos fios, deve buscar profissionais capacitados que tenham experiência e técnica, para que o paciente tenha segurança e o resultado esperado seja alcançado”, completa o médico.

*Texto publicado originalmente na revista Beleza Atual, ANO 1 | NÚMERO 6 | DEZ 19 | JAN 20